“Não demonizem os políticos”, pede Eduardo Moreira

Criciúma

O discurso de Eduardo Moreira na inauguração da ala materna do Hospital Santa Catarina nesta tarde de Sábado teve tom de despedida. O próprio Moreira admitiu isso. Lembrou que em um mês encerra seu mandato como Governador. Talvez por conta disso tenha aproveitado para lembrar todos os parceiros que teve ao longo dos últimos anos.

Moreira destacou a importância do Santa Catarina para ressaltar o apoio de Acélio Casagrande. ‘Isso é ato de alguém que décadas atrás colava meus cartazes nos postes para me ajudar na eleição e que se tornou um dos principais secretários de Saúde da história do nosso Estado”.

A Acélio, Eduardo foi citando outros nomes. Lembrou de Walmor de Lucca, Ivo Carminatti, Ricardo Fabris, Paulo Meller, Olvacir Fontana, Ada de Lucca, Altair Guidi, Luiz Fernando Vampiro, Ronaldo Benedet e tantos outros secretários por ele indicados para fazer parte de primeiros escalões do Governo do Estado.

“Não esqueçam disso, olhem com atenção e lembrem o quanto essas pessoas ajudaram a construir o Sul, as conquistas da região, que tornaram a região importante, respeitada tem a digital de cada um destas pessoas. Não demonizem os políticos. Não é um desabafo, mas é um pedido para que o cidadão pese bem isso. As pessoas acham que tudo de errado foi culpa da política e dos políticos, mas esquecem que eles aturam nas principais conquistas”.