Conecte-se conosco

Blog Anderson de Jesus

Pesquisa Ipec mostra equilíbrio na disputa pelo governo catarinense

Publicado

em

Ouça esta matéria

Uma pesquisa realizada pelo IPEC a pedido da NSC e divulgada na noite desta terça-feira mostra que a disputa pelo Governo de Santa Catarina apresenta neste momento um empate técnico entre praticamente quatro candidatos. Pesquisa ouviu 800 pessoas entre os dias 17 e 19 de setembro. Margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, considerando um nível de confiança de 95%.A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral do Santa Catarina sob o número SC‐07903/2022 e no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR‐07730/2022.

De acordo com os dados o Governador Carlos Moisés do Republicanos e o candidato do PL Jorginho Mello estão empatados com 20% das intenções de voto. Em seguida aparece Esperidião Amin, do Progressistas, com 15 % e Gean Loureiro, do União Brasil, com 14%. Levando em consideração o limite da margem de erro pode-se dizer que Moisés, Jorginho, Amin e Gean estão tecnicamente empatados.

Em comparação com pesquisa do mesmo instituto, realizada em Agosto, Moisés oscilou na margem de erro, Amin se manteve estável enquato Jorginho, Gean e Décio Lima cresceram.

Confira o cenário na estimulada

  • Jorginho Mello (PL): 20% (tinha 16% na pesquisa anterior, de 23 de agosto)
  • Moisés (Republicanos): 20% (23% na pesquisa anterior)
  • Esperidião Amin (PP): 15% (15% na pesquisa anterior)
  • Gean Loureiro (União Brasil): 14% (8% na pesquisa anterior)
  • Décio Lima (PT): 10% (6% na pesquisa anterior)
  • Odair Tramontin (Novo): 2% (2% na pesquisa anterior)
  • Leandro Borges (PCO): 1% (1% na pesquisa anterior)
  • Professor Alex Alano (PSTU): 1% (1% na pesquisa anterior)
  • Jorge Boeira (PDT): 1% (1% na pesquisa anterior)
  • Ralf Zimmer (PROS): 1% (1% na pesquisa anterior)
  • Brancos e nulos: 6% (10% na pesquisa anterior)
  • Não souberam: 10% (17% na pesquisa anterior)

A pesquisa também analisou o cruzamento para o segundo turno:

Cenário 1 – Moisés x Jorginho Mello; resposta estimulada e única, em %:

  • Jorginho Mello (PL): 42%
  • Moisés (Republicanos): 36%
  • Brancos e nulos: 12%
  • Não sabe: 10%

Cenário 2 – Esperidião Amin x Moisés; resposta estimulada e única, em %:

  • Moisés (Republicanos): 39%
  • Esperidião Amin (Progressistas): 38%
  • Brancos e nulos: 14%
  • Não sabe: 10%

Cenário 3 – Esperidião Amin x Jorginho Mello; resposta estimulada e única, em %:

  • Jorginho Mello (PL): 42%
  • Esperidião Amin (Progressistas): 33%
  • Brancos e nulos: 14%
  • Não sabe: 11%
Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Blog Anderson de Jesus

No twitter, Lula faz enquete sobre volta do Horário de Verão

Publicado

em

Ouça esta matéria

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT), está usando o Twitter para uma consulta sobre a possível volta do Horário de Verão. A enquete começou ontem na conta do político. “Governo que consulta a população. O que vocês acham da volta do horário de verão?”, escreveu.

Na última semana o ator Bruno Gagliasso já havia cutucado o vice eleito Geraldo Alckmin solicitando a volta do horário diferenciado. Por ora o Operador Nacional do Sistema, ONS, avalia que o horário de verão não é vantajoso.

Vale lembrar que uma possível volta do modelo, que vigorou até o início do governo Bolsonaro, só deve ocorrer em 2023.

Continue Lendo

Blog Anderson de Jesus

“Intervenção Militar é um pedido inconstitucional”, afirma Jessé Lopes

Publicado

em

Ouça esta matéria

Reeleito para seu segundo mandato na Alesc, o deputado Jessé Lopes não esconde a frustração com o resultado do segundo turno das eleições. “Claro que isso frustrou porque era nosso grande objetivo. Trabalhamos para reeleger Bolsonaro. Apesar do outro candidato estar envolvido em casos de corrupção, apesar dele ter sido preso a maioria da população o escolheu. Lamento muito isso”, resume.

Durante entrevista à Massa FM, Jessé explicou porque não tem participado dos protestos. “Atos cívicos, manifestações eu fui a todos. Estes eu não tenho ido porque eles são inconstitucionais. Não vou medir intervenção militar porque não vai acontecer e não vai acontecer porque ela é inconstitucional. Eu entendo a indignação das pessoas, mas não concordo com a pauta”.

Jesse defende sim outras ações. “Uma investigação detalhada das urnas, uma CPI para apurar a atuação do TSE e o impeachment do Alexandre de Moraes são pautas que devem sim ser defendidas. Acredito inclusive que sejam mais viáveis”. O deputado também aguarda por um relatório do Ministério da Defesa. “Se eles verificaram provas consistentes de que houve alguma irregularidade o resultado da eleição pode ser questionado, caso contrário não”.

Continue Lendo

Blog Anderson de Jesus

ACIC e CDL emitem nota contra “Lista Negra” que circula nas redes

Publicado

em

Ouça esta matéria

ACIC e CDL de Criciúma emitiram notas oficialscriticando a edição de uma lista negra que vem circulando pelas redes sociais. A lista, que usa indevidamente o nome da CDL, aponta nomes de profissionais e estabelecimentos que teriam votado no candidato Lula no último domingo e convoca a população para um boicote. A CDL ressalta que incentiva o comércio local e que não apoia boicotes e muito menos a disseminação do ódio

Confira a Nota da CDL

A CDL de Criciúma vem a público informar que pessoas estão usando INDEVIDA e ILEGALMENTE o nome da Entidade para propagar, em redes sociais, principalmente pelo Whatsapp, listas de supostos estabelecimentos comerciais apoiadores desse ou daquele político, alimentando o ódio, a discórdia e o boicote.

A CDL de Criciúma trabalha e investe para apoiar o comércio local e desenvolvimento da cidade. Não faz parte deste movimento discriminatório.

Confira a Nota da ACIC

A Associação Empresarial de Criciúma (Acic), em nome dos seus mais de 1,9 mil associados, vem a público explicitar seu repúdio à propagação de uma suposta lista de empresas apoiadoras de determinados partidos políticos. Empresários associados à entidade estão sofrendo retaliação e calúnias devido a essa lamentável atitude.

A Acic destaca o direito à liberdade de expressão, garantido por lei a todo cidadão, mas não compactua e repudia fortemente a divulgação de informações inverídicas. A entidade reforça seu apoio às empresas, que estimulam a economia com a geração de emprego, renda e riquezas à região.

Continue Lendo

Blog AJ

Blog AJ

Mais vistos

© Copyright 2007-2022 sulnoticias.com