Rio Deserto representa região Sul e é campeã do Prêmio Catarinense de CCQ 2019

Criciúma

A Rio Deserto representou a região Sul do estado e foi campeã da VIII edição do Prêmio Catarinense de CCQ (Círculos de Controle da Qualidade) 2019. O evento aconteceu no Costão do Santinho, em Florianópolis (SC), nesta quarta-feira, dia 11, durante o XXI Congresso Estadual de Equipes de Melhorias. Além da Rio Deserto, mais duas empresas disputaram o título, sendo uma da região Norte e outra do Vale do Itajaí.

A conquista veio por meio do projeto “Recuperação do eixo da cabeça de corte do minerador contínuo”, desenvolvido pelos colaboradores Alcides Frasson Serafim, Diego Baldasar Kestering, Marcus André Colombo, Rafael Levati Montagnoli e Miguel Genuíno, da Unidade Metalúrgica, da Rio Deserto, localizada em Siderópolis (SC). No evento, os profissionais apresentaram o problema identificado, os estudos realizados, as descobertas e os benefícios alcançados, principalmente em se tratando de redução de custos para a empresa.

A coordenadora de gestão da qualidade da Rio Deserto, Cleusa Maria Souza Ronsani, explica que o prêmio é fruto de trabalho em equipe. “Conquistar o título de campeão em âmbito estadual vem ao encontro dos objetivos da empresa, que é o desenvolvimento dos colaboradores e a busca de melhoria contínua”, ressalta.

Para o gerente da Unidade Metalúrgica, engenheiro mecânico Felipe Possamai Motta, a premiação na etapa estadual reflete um dos grandes diferenciais da Rio Deserto, que é a inovação. “Foi com trabalho intenso e muita dedicação que chegamos a esta vitória. Sem dúvida, este reconhecimento promove inspiração para todos os colaboradores”, sublinha.

O líder da equipe de melhoria Uni, Rafael Levati Montagnoli, relata o sentimento de realização com a conquista do prêmio. “Estamos muito felizes! Trata-se de uma realização pessoal e profissional. É um reconhecimento que lembraremos sempre com muito carinho. Algo que nos motiva a buscar sempre o melhor para a empresa”, afirma.

Inovar e fazer a diferença

O presidente do Núcleo Catarinense de Círculos de Controle da Qualidade (NCCCQ), Luan Zuchinalli Sorato, destaca que é preciso buscar inovação no modo de pensar, agir e de se relacionar com tudo aquilo que está à volta. “Que as pessoas estejam motivadas a propor mudanças no que acharem necessário para o desenvolvimento das empresas. Que se envolvam, tenham ideias, sejam participativas. Acreditamos que todos podem fazer a diferença no ambiente onde estão”, disse.

O XXI Congresso Estadual de Equipes de Melhorias também contou com a palestra “Confiança criativa: desenvolvendo o perfil inovador”, ministrada por Igor Drudi, facilitador de processos criativos e de inovação. Segundo ele, é preciso fazer coisas diferentes e sempre buscar conhecimento. “Levem os conceitos dos grupos de melhorias também para a vida de vocês, na comunidade, na família, na escola dos filhos, para todos os lugares”, sugeriu.

O que é o CCQ?

Com o objetivo de fortalecer os Sistemas de Gestão da Qualidade no estado, foi fundado, em janeiro de 1999, o Núcleo Catarinense de Promoção do CCQ (Círculos de Controle da Qualidade). O núcleo é formado por empresas que possuem o programa de CCQ – equipes de melhorias em diferentes regiões de Santa Catarina. São organizações que acreditam na valorização do trabalho em equipe para promoção do desenvolvimento sustentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *