Acic quer melhorar gestão de escolas em Criciúma

A associação empresarial de Criciúma vai ajudar as escolas da rede pública a trabalhar sua gestão. O objetivo, segundo o presidente Cesar Smielevisk, é ajudar a melhorar a educação do município. “Percebemos que algumas escolas públicas, mesmo de regiões vulneráveis, tem boas notas. Em alguns casos elas competem com setor privado. Resolvemos analisar e descobrimos que a boa nota do aluno está diretamente relacionada a gestão da diretora. Por isso este projeto”. A iniciativa começa por quatro unidades. “É um projeto piloto, onde diretores vão interagir com empresários e gestões de empresas para trocar experiências, ensinar gestão aos professores e com isso melhorar a qualidade”.

O projeto terá a participação das escolas Jorge da Cunha Carneiro, Adolfo Back, Lili Coelho e Vilson Lalau, que serão orientadas pelos dirigentes de empresas próximas a unidade escolar. Para esta fase piloto do projeto participam as empresas Mapoker, Trombim Dedetizadora, Dione Maganize e Cribras.

“Vamos ter o empresário como tutor daquela escola, buscando passar uma forma de gestão eficiente para a diretora, com o objetivo de aumentarmos a qualificação do ensino daquela unidade escolar”, coloca o presidente da Acic, César Smielevski.

Para a diretora da Escola Jorge da Cunha Carneiro, Daniele Fusinato, professora há 28 anos, e pela primeira no cargo de diretora, o projeto chega como um suporte para o novo desafio. “Fiquei muito contente quando soube que iríamos participar porque toda ação que venha a contribuir com o nosso trabalho é sempre bem-vinda. Estar como diretora é um grande desafio para mim, sendo a escola também uma referência na cidade. O projeto auxiliará não só nos índices, planilhas, mas em como realmente gerir uma escola, se posicionar em situações de enfrentamento”, coloca a diretora.