Acusado de feminicídio, boxeador se entrega em Araranguá

O boxeador acusado de assassinar a golpes de barra de ferro a tia da ex-mulher foi preso nesta terça-feira em Araranguá. Procurado desde o fim de semana, quando o crime foi registrado, ele estava com mandato de prisão preventiva.

C.R.L, conhecido como Casca, se apresentou na Delegacia nesta tarde e prestou depoimento ao delegado Jair Pereira Duarte. “Ele alegou legítima defesa e que apenas se defendeu das agressões das vítimas”.

Segundo o delegado, as investigações continuam e o inquérito deve ser concluído em até 10 dias. O suspeito deve ser acusado de quatro crimes. O primeiro é de violação de medida protetiva, feminicídio, Tentativa de homicídio e ameaça.