Adolescente é apreendido e confessa dois homicídios

 A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) e DPCAMI de Criciúma, apreendeu um adolescente de 17 anos que assumiu ter assassinado duas pessoas no Bairro Progresso, em Criciúma. O primeiro crime foi no dia 31 de maio quando o adolescente alvejou Beatriz Alves do Santos com dois tiros, segundo ele, porque a vítima teria furtado objetos na casa de uma pessoa de sua família. Dois dias depois ele matou, com seis tiros, o Policial Militar da Reserva Cabo Carlos Amarildo Vieira, na guarita do Condomínio Jardim União, onde a vítima trabalhava como porteiro. O jovem alegou que matou Amarildo porque ele repassava informações à Polícia Militar que estavam atrapalhando suas atividades ilícitas na região. De acordo com o Delegado André Milanesi, titular da DIC de Criciúma, os crimes foram cometidos com uma pistola .380. “Até a prática dos homicídios, esse adolescente de 17 anos já possuía seis passagens policiais por furto de veículo, roubo à mão armada, receptação e tráfico de drogas”, observou o Delegado.

Com a confissão do adolescente, acrescida de outras provas produzidas durante a investigação, o Delegado Fernando Pagani Possamai , da DPCAMI, representou pela internação do jovem, sendo atendido em regime de urgência pela Promotoria de Justiça e pelo Juízo da Infância e Juventude desta Comarca, conseguindo-se assim internar no CASEP local o adolescente infrator. A investigação por parte da DIC prossegue a fim de localizar a arma do crime e verificar se mais alguém participou dos homicídios, pois o adolescente apreendido não quis informar o paradeiro da pistola e alegou ter cometido sozinho os dois homicídios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *