Foto- João Gabriel da Rosa/PMI

Alimentação saudável na pauta da colônia de Férias

Içara

Na última semana, 70 alunos da Colônia de Férias, da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia de Içara, conheceram o processo de colheita da uva, fruta que está sendo servida como um dos lanches das seis refeições que as crianças recebem diariamente no Programa. Os içarenses Antonio e Samuel Matiola, pioneiros nesse tipo de cultivo na cidade, abriram as portas da sua propriedade para receberem os pequenos.

Na ocasião, as crianças também colheram alguns cachos e fizeram um piquenique com degustação. Além de fibras, potássio, vitaminas do complexo B e minerais, as uvas são antioxidantes, combatendo radicais livres e mantendo o bom funcionamento das células do organismo.  A visita, guiada pela nutricionista Carolina Moriconi e pelas professoras e auxiliares da Colônia, teve como objetivo conscientizar as crianças sobre a importância de uma alimentação saudável.  “Além de receberem e degustarem as frutas diariamente, consideramos essencial que eles conheçam a origem das mesmas, para que respeitem e valorizarem o trabalho realizado pelos agricultores”, destacou Carolina, que divide o trabalho na Secretaria de Educação de Içara com a nutricionista Rúbia Cunha de Souza.

“A escolha por alimentos produzidos pelos agricultores familiares é um dos grandes diferenciais da merenda servida em Içara, tanto que a merenda escolar do nosso município está entre as 25 melhores do Brasil. O município foi selecionado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) em 2017 como uma das melhores práticas da agricultura familiar para a alimentação escolar, pelo uso de orgânicos”, lembrou a secretária de Educação Gerusa Bolsoni. A política de Alimentação Escolar do Governo Federal obriga que 30% do recurso federal seja utilizado para compra de alimentos de agricultores familiares. No ano de 2018, Içara alcançou 85%.  

A família Matiola colheu na última safra seis toneladas, para os próximos anos eles projetam dobrar este número. “Em 2016, desenvolvemos em conjunto com a Epagri de Içara este projeto que está dando certo e trazendo excelentes resultados. Toda a família ajuda nas etapas de preparação de solo, cuidados e colheita”, destaca Matiola, que também conta com o apoio da esposa Tamires para executar os trabalhos.  “Temos aqui na propriedade plantações de milho, arroz, soja, e o experimento do parreiral de uvas é também uma forma de diversificar a agricultura familiar”, completou o pai de Samuel, Antonio Matiola.