Aprovação de empréstimo aquece debate político em Içara

Içara

Câmara de vereadores de Içara aprovou na sessão desta terça-feira um empréstimo de 30 milhões. Os recursos serão contraídos junto o programa Finisa da Caixa Econômica federal para Obras estruturantes na cidade. A decisão da Câmara provocou desdobramentos.

Pré-candidata ao Governo de Içara no ano que vem, Dalvania Cardoso foi as mídias sociais e se manifestou. “O POVO É QUE VAI PAGAR A CONTA -na segunda feira por 10 votos a 4, a Câmara de Içara aprovou mais R$30 milhões em empréstimos. O projeto sequer garante onde serão utilizados os recursos, além de somar ao índice de endividamento que já alcançou a letra C do Capag. Lamentável! Içara é segundo município, mais endividado no Estado. Só perde para Florianópolis.”, escreveu.

Murialdo reagiu. Em vídeo nas mídias sociais ele afirmou que a cidade só fez o empréstimo porque tem crédito. “Porque colocamos a cidade em dia, pagamos as dividas com fornecedores, agora a cidade tem certidão negativa de crédito”.

Mais a frente, no mesmo vídeo ele faz, sem citar nome, uma clara referência a Dalvania. “Esse modelo foi rejeitado pela cidade em 2008 e aqueles gestores saíram perambulando de prefeitura em prefeitura e nestes cidades vizinhas também foram rejeitados. O último exemplo desta que se apresenta como gestora, em Criciúma, foi deixar a cidade pendurada, segundo o prefeito Clésio Salvaro”.

Ele também atacou também os vereadores. “Fico com pena e lamento que alguns façam o discurso contrário a trazer dinheiro para melhorar a vida das pessoas. Estão mentindo, fazendo política pequena e tentando assustar. A disputa eleitoral é no ano que vem e não sou candidato”.

Dalvania Cardoso foi procurada para comentar a manifestação do prefeito, mas até o momento não respondeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *