Barragem do São Bento será explorada por mergulhadores

Siderópolis

A Barragem do Rio São Bento é um dos mais belos cartões postais de Siderópolis. Para que sua construção fosse possível, os moradores da Comunidade de São Pedro, que ali moravam, tiveram que ser retirados. O que restou daquele povoado foi apenas a torre da igreja, única construção que é possível de enxergar ao passar pelo local. Então fica a pergunta: depois de 14 anos de sua inauguração o que será que está debaixo de 450 hectares de água? A pergunta logo terá respostas, isso porquê dois mergulhadores profissionais irão explorar o entorno do local, percorrendo toda a fauna e flora desenvolvida na região submersa da torre da igreja e seus arredores. Todo mergulho será documentado em vídeo e posteriormente disponibilizado ao público. 

Dácio Alexandrino Júnior e Alexandre Regio Gomes, são certificados pela Professional Association of Diving Instructors (PADI) e serão os dois mergulhadores que irão desenvolver o projeto que irá consistir em dois estágios: visitação do local e planejamento do mergulho, onde se estudará a viabilidade de saída pela margem ou necessidade de pequena embarcação para aproximação do ponto de mergulho e o segundo estágio será a atividade de mergulho. 

O prefeito de Siderópolis, Hélio Cesa, o Alemão, recebeu os mergulhadores no Paço Municipal, para uma conversa, antes dos atletas realizarem o mergulho. “Será algo primordial para nosso município. É algo novo, que sustentará a parte social, econômica, ambiental e com certeza despertará a curiosidade da população, fomentando o turismo”, destacou. 

O mergulhador Dácio, agradeceu a recepção do prefeito, e destacou a importância do projeto. “Temos a curiosidade de descobrir o que tem por baixo d’água no estado. Nossa ideia nasceu aqui no município, um dos lugares mais misteriosos que tem na região, e que nunca foi analisado por baixo. Agradecemos a parceria do Governo Municipal e a partir de agora iremos mostrar o quão uma coisa simples, que temos em nossas mãos, pode mobilizar a cidade e mexer com o imaginário popular”, comentou. 

A Barragem é uma das obras mais significativas para a região carbonífera. Os mergulhadores que percorrerão seu entorno serão conduzidos sob uma filosofia de mergulho conservadora, todos os procedimentos de segurança serão conduzidos à risca. “Acreditamos que pequenas ações como esta sirvam para valorizar as belezas regionais bem como despertar o espírito de exploração e aventura no cidadão catarinense”, concluiu Dácio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *