Delegado Túlio Falcão - Foto - Deza Bergmann

Bocas Famintas: Funcionária da Afasc desviou quase 15 toneladas de alimentos

Criciúma

Quase 15 toneladas de alimentos desviados. Esse foi o saldo da investigação conduzida pelo delegado Túlio Falcão. A operação Bocas Famintas iniciou com base em uma denúncia feita pela Coordenação da Afasc. A denúncia dava conta que uma funcionária estaria desviando carne que teria sido comprada pela instituição e seria utilizada na merenda. “Há relatos de que algumas unidades não recebiam carne e quando isso ocorria as crianças recebiam ovo. Também há relatos de que quando sobrava algo da merenda essa funcionária passava na unidade e recolhia os alimentos”, informa o delegado.

Durante a investigação a polícia descobriu que o esquema já existia pelo menos desde o ano passado. Nesse período a funcionária público se valia da condição hierárquica e da contabilidade precária da Afasc para desviar os alimentos. “O volume era tamanho que eles chegaram a comprar uma carretinha reboque para fazer o transporte do material desviado. Chegaram também a combinar a compra de um freezer industrial, mas essa não se concretizou”, explica o delegado.

Coletiva de imprensa delegado Túlio Falcão – Foto Deza Bergmann

Somente entre fevereiro e o momento da denúncia a funcionária teria desviado do CEI Lapagesse mais de 3 mil quilos de carne. “Não temos certeza de outros tipos de alimentos, mas pode ter ocorrido. Também sabemos que elas vendiam os produtos 50% abaixo do valor de mercado e ainda assim a estimativa é que tenham causado cerca de R$ 150 mil de prejuízo aos cofres públicos”, ressalta.

Encaminhado a Justiça para os procedimentos, o inquérito pede o indiciamento da nutricionista, da taxista e de cinco comerciantes. “Eles compraram a carne e estão sendo indiciados por receptação. Há pessoas físicas que também compraram mas estas vieram fazer a devolução do produto na delegacia logo que o inquérito começou”.

O delegado também descartou o envolvimento de qualquer outro dirigente da Afasc. “não há responsabilidade da instituição. Tanto que foi ela quem fez a denúncia que deu origem ao inquérito”

Um comentário em “Bocas Famintas: Funcionária da Afasc desviou quase 15 toneladas de alimentos

  • dezembro 4, 2019 em 9:59 pm
    Permalink

    O boato é que se trata da ex-nutricionista da AFASC. É Isso mesmo? Será que, mais uma vez neste pais, a bandidolatria vai funcionar, e o povo não ficará sabendo o nome da criminosa? Por que se protege tanto a identidade dos criminosos?

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *