Campanha de Vacinação: Criciúma promove ações para atingir a meta

Atividades iniciam nesta segunda-feira em escolas e unidades de saúde do município para imunizar crianças contra pólio e sarampo

Durante a próxima semana, Criciúma estará com ações voltadas para aumentar a meta da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite e Sarampo no município. Até agora, a cobertura da pólio está em 81,21%, somando 8.264 crianças. Já o sarampo está com 80,81% de cobertura, totalizando 8.221 imunizados. Criciúma tem 10.123 crianças entre o público-alvo com idade entre 1 ano e menores de 5 anos.

Na segunda-feira (27), a equipe de vacinação estará na saída do Centro de Educação Infantil (CEI) Professor Lapagesse, mantido pela Associação Feminina de Assistência Social de Criciúma (Afasc), às 16h. Já na terça-feira (28), os profissionais estarão das 11h30 às 13h30, na Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Antônio Milanez Neto e às 16h30 no CEI Afasc Moradas da Colina, do bairro Maria Céu. O furgão da saúde estará na Unidade de Básica de Saúde (UBS) Cristo Redentor das 8h30 às 16h30.

Na quarta-feira (29), a UBS da Vila Francesa terá vacinadoras das 8h às 17h e na saída da EMEIEF Professora Maria de Lourdes Carneiro, às 16h. Na quinta-feira (30), os profissionais estarão na saída do Centro de Educação Infantil Municipal Mário Pizzetti, no bairro Ana Maria, às 16h. E das 9h às 14h, na UBS do bairro.

Além disso, as doses estarão disponíveis em outras unidades do município, das 8h às 17h. Para fazer a vacina, os pais devem levar a carteira do Sistema Único de Saúde (SUS) e a caderneta de vacinação. A Policlínica do Rio Maina e o 24 Horas do Boa Vista estarão com as salas de vacina abertas até às 19h, todos os dias da semana.

Novas ações

A Secretaria de Saúde de Criciúma também estuda estratégias para atingir a meta do município, que é de 95%. De acordo com a secretária de Saúde, Francielle Gava, o órgão está buscando parcerias com a Pastoral da Criança, clubes de mães e idosos e associações de moradores. Além disso, em lideranças religiosas fazendo um chamamento para comparecer à vacinação. Outra medida seria ir em escolas checando cadernetas, a fim de criar uma lista com o contato dos pais, para convocá-los.

“A vacinação é de suma importância. É por meio dela que se tem a prevenção. As doenças graves atingem especialmente as crianças, como por exemplo a poliomielite e o sarampo. É muito importante protegermos nossos pequenos, pois o sarampo já é uma realidade em nosso país”, alerta a secretária.

Poliomielite

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa e pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. O vírus Poliovírus se localiza no intestino, mesmo que afete mais às crianças, a doença também atinge adultos. A transmissão do vírus da poliomielite é por meio da boca. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil erradicou a poliomielite em 1994.

Sarampo

Em 2016, o Brasil conseguiu erradicar o sarampo. Mas este ano, o país está enfrentando dois surtos em Roraima e no Amazonas. A doença é contagiosa e tem sintomas parecidos com uma gripe, com manchas avermelhadas. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, com tosse, espirros, fala ou respiração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *