Campanha quer “abraçar” e aquecer quem precisa

Criciúma

O frio chegou de forma intensa. Além do rigor das baixas temperaturas do inverno, muitas famílias tiveram sua situação econômica agravada por conta da pandemia. Com o tema “Aquecer o corpo e seu coração”, a Cliniimagem lançou uma Campanha do Agasalho em sete municípios do Sul.  Até o dia 30 de julho qualquer pessoa poderá deixar peças de frio (como toucas, luvas, blusas, jaquetas, cachecóis, calças, cobertores) em caixas coletoras nas unidades da empresa de diagnóstico médico em  Criciúma, Içara, Forquilhinha, Urussanga, Araranguá, Turvo e Orleans.

“Somos uma empresa solidária. Realizamos uma campanha e arrecadamos 4 toneladas de alimentos que foram distribuídas para famílias em situação de vulnerabilidade das Apaes. Agora queremos aquecer as pessoas que estão sofrendo e não conseguem comprar roupas e cobertores neste momento. Começamos internamente com nossos clientes, colaboradores e agora abrimos para a comunidade em geral que queira contribuir. Em tempos de distanciamento social, essa é uma maneira de “abraçar” quem precisa de auxílio”, afirma a diretora-administrativa Mônica Spillere.   

Para a psicóloga Suelen Napoli Dal Toé Vieira, o período que atravessamos demonstra que podemos ser menos acumuladores, praticar o desapego e ajudar o próximo. “Quando doamos, aquecemos nossos corações e também daqueles que mais precisam, fazendo o bem e demonstrando amor onde o frio mais dói”. 

Além de disponibilizar caixas coletoras em sete municípios, em Criciúma, na unidade do Pio Corrêa, também foi adotado o sistema “Drive Thru”, onde as pessoas não precisarão descer do carro. Quem passar pode deixar na entrada principal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *