Clésio reafirma: “Alvará para o Case só com medidas compensatórias”

Concluída a obra do Case Sul depende de alvará do Governo de Criciúma para ser inaugurada. No entanto, o documento não deve ser liberado tão facilmente. Prefeito Clésio Salvaro reafirmou nesta segunda feira que o documento só será emitido caso o Governo do Estado firme convênio para a realização das obras compensatórias.

“A obra está pronta, mas precisa do alvará para começar a receber os menores infratores. Ela é sim uma obra importante, fundamental e aguardada por toda a região. Mas o Governo do Estado assumiu compromissos com a comunidade e precisa cumprir. Não há como negar que uma obra como essa desvaloriza a região e as medidas compensatórias vem para suprir isso. Pedi ao Secretário de Justiça que venha a região para acertar esses detalhes. Sem isso não posso encaminhar o Alvará”.

O CASE de Criciúma terá vaga para 60 adolescentes, sendo 40 para os que estiverem com condenação definida e 20 para os que ainda aguardam julgamento. O espaço contará com uma área administrativa, alojamentos, lavanderia, almoxarifado, salas de aula, ginásio de esporte, ambulatório, salas de aula, oficinas profissionalizantes, teatro, centro ecumênico, quadra polivalente e sala multiuso. Funcionários que vão atender no local já estão em treinamento.