Conselho de ética não acata pedido de Clésio Salvaro

Pedido do Prefeito Clésio não foi suficiente para abrir, no conselho de ética, procedimento contra o vereador Júlio Kaminski. O caso fica agora para a próxima semana e depende de posição do diretório tucano de Criciúma.

“Procedimento só inicia se houver manifestação da executiva. Ela se reúne na próxima quinta-feira e se entender que tem que iniciar uma apuração no conselho de ética teremos 90 dias para analisar o caso e apresentar parecer”, explica o presidente do PSDB Dailto Feuser.

Kaminski é acusado de desobedecer orientação partidária e votar a favor de projeto que proibia vereador de Criciúma assumir cargo no executivo sem renunciar ao mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *