Coronavírus: Transporte coletivo apresenta ações para evitar contaminação

Criciúma

O sistema de transporte coletivo urbano de Criciúma definiu uma série de ações com o objetivo de evitar ambientes propícios à disseminação do Coronavírus. Além da higienização dos veículos e das campanhas educativas nas redes sociais e nos ônibus, que já fazem parte do dia a dia do sistema, outras ações passam a ser implantadas a partir desta segunda-feira, 16/03, no sistema troncal.

Já no final da tarde de hoje o sistema vai trabalhar com toda a frota e mais os carros reservas, que representam mais 10% do total de veículos, incluindo os ônibus amarelinhos e os expressos. Em paralelo, as empresas estarão com fiscais nas plataformas avisando e pedindo aos passageiros que evitem lotar os ônibus e aguardem o próximo carro.

Em reunião na tarde desta segunda-feira, por solicitação do prefeito Clésio Salvaro, a diretoria e técnicos da ACTU, juntamente com o Secretário da Fazenda de Criciúma, Celito Cardoso, o diretor da DTT, Gustavo Medeiros, e a engenheira da DTT, Karoline Zanette, também foi solicitada a alteração no horário de início das aulas das faculdades SATC, Esucri e Unesc. O objetivo é evitar a aglomeração de alunos e trabalhadores que também utilizam o sistema no horário entre 18h e 19h. A ACTU entrou em contato com as três instituições de ensino superior solicitando que o início das aulas, caso sejam mantidas, seja prorrogado em pelo menos 30 minutos. “Com isso conseguimos reduzir a demanda no mesmo horário e gerenciar melhor a ocupação dos carros neste horário de pico”, salienta o presidente da ACTU, Everton Trento.

No encontro também foi salientado que é fundamental que idosos e grupos de risco evitem usar o sistema nestes horários, devido ao risco de contaminação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *