Crianças do Bairro conhecem desafios do desenvolvimento sustentável

Criciúma

Participaram 138 alunos entre 8 a 14 anos. Facilitada por Fernanda Justus, consultora e especialista em sustentabilidade, essa segunda oficina foi inspirada na metodologia do Jogo OASIS, ferramenta de mobilização cidadã que busca a cooperação, para que todos, juntos, realizem algo em comum. Os participantes foram convidados a fazer um passeio pelo Bairro, reconhecendo pontos de melhorias. Logo após, puderam voltar para a sala de informática e no computador buscar imagens e fazer desenhos identificando possibilidades de solucionar os problemas diagnosticados, pensando em formas que eles possam melhorar o ambiente em que vivem e ajudar o planeta.

“A maioria dos desafios levantados pelas crianças e adolescentes foram relacionados ao descarte inadequado dos resíduos sólidos e orgânicos, já que muitos relataram que encontraram ‘lixo jogado no chão’, além do desperdício de alimentos, principalmente no refeitório, e a questão da violência, como o bullying e brigas entre os colegas. Eles tiveram a oportunidade de identificar os problemas e também pensar em soluções para resolver o que mais os incomoda, fazendo uma reflexão de como essas questões estão relacionadas aos ODS”, explica Fernanda.

Para Sara Pieri Machado, professora de informática do Bairro da Juventude que está acompanhando as atividades, a oficina foi produtiva e o tema importante pois a instituição tem muitos desafios relacionados aos ODS. “Acredito que teremos um resultado ainda mais positivo se houver um engajamento de todos, envolvendo também a comunidade”.

Desenvolvimento Sustentável nas cidades
Dentro da programação do projeto, foi realizada a palestra “Desenvolvimento Sustentável nas Cidades” com o professor de história e ativista ambiental Fernando Barbosa Dos Santos. Antes de iniciar a palestra, Fernanda Justus fez uma abertura do evento, explicando o que são os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e apresentou o funcionamento do Movimento ODS Santa Catarina. Além disso, apresentou o comitê local de Criciúma.

Na sequência, Fernando falou sobre as cidades e comunidade sustentáveis, apresentando o conceito de Smart Cities, (Cidades inteligentes), que são projetos nos quais um determinado espaço urbano é palco de experiências de uso intensivo de tecnologias de comunicação e informações sensíveis ao contexto, de gestão urbana e ação social dirigidos por dados. “O objetivo das cidades inteligentes é buscar soluções eficientes para os problemas das cidades que define o uso da tecnologia como motor de mudança e melhora nas infraestruturas urbanas e tornar os centros urbanos mais eficientes e melhores de se viver” explica Fernando.

Sobre o Projeto
Com o objetivo de promover a educação para a sustentabilidade desde a infância, a fim de construir um futuro inclusivo, resiliente e sustentável para todas as pessoas e para o planeta, o Bairro da Juventude e o Movimento ODS Santa Catarina se uniram para desenvolver o Projeto “Educação de Crianças e Jovens para a Sustentabilidade”. São parceiros do projeto a Prefeitura Municipal de Criciúma, por meio de um convênio entre o Bairro da Juventude e a Secretaria Municipal de Educação, o CMDCA – Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente e a ENGIE Brasil Energia, patrocinadora do projeto.

Texto e fotos: Carine Bergmann/Assessoria de Imprensa Movimento ODS Santa Catarina