Criciúma e Içara não decretam emergência

Criciúma

Os 203 milímetros de chuva registrados em Içara deixaram problemas em vários bairros de Içara. Ruas danificadas, casas tomadas pela água e famílias desalojadas. “O sistema de drenagem funcionou bem, mas ainda assim tivemos problemas pontuais, com ruas alagadas, danos em ruas e na rede de abastecimento. A Defesa Civil agiu rápido, resgatou as famílias e prestou todo apoio.Tivemos prejuízo sim, mas nada que justifique o decreto de emergência”, explica o prefeito Murialdo Gastaldon.

Estragos também registrados em Criciúma. “Tivemos vários problemas, porque choveu muito na cidade. Temos agora que colocar as máquinas nas ruas para recuperar os problemas provocados e tentar devolver a normalidade a toda a cidade”, ressalta. Prefeito também destacou a resposta rápida da Defesa Civil e da comunidade para atender as famílias desalojadas.

“Os criciumenses, de maneira voluntária, foram até os pontos que receberam estas famílias com cobertores e comida para amenizar o sofrimento. Quanto a emergência não vamos decretar porque entendemos que não há necessidade”, pontua.

Prefeito também lembrou que o trabalho de recuperação das ruas deve levar tempo. “Porque a previsão é de chuva e esse tipo de trabalho precisa de tempo mais firme”.