Criciúma entre as que mais geraram empregos no Estado

O município de Criciúma gerou 232 novos empregos formais somente em julho deste ano. Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) de Santa Catarina. O órgão do Ministério do Trabalho apontou a cidade entre as três que mais geraram empregos formais em Santa Catarina. A lista é liderada por Joinville (507) seguida por São José (292).

Os setores que mais empregaram no mês considerado pela pesquisa são os da construção civil, com 124 novos contratados, e serviços, também com 124. Serviços industriais de utilidade pública, como energia elétrica e saneamento também abriram novas oportunidades.

Representando a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec), Criciúma e Içara preencheram, juntas, 249 vagas. Já em âmbito estadual, o Caged apontou que o mês de julho fechou com saldo negativo de empregos com carteira assinada. No total, foram 241 empregos formais perdidos. O setor mais prejudicado foi o da indústria da transformação, com saldo de 1.593 demissões em todo o estado.

Geração de empregos

À nível municipal, os dados refletem o trabalho desenvolvido nos últimos 10 meses pela Administração Municipal, com a criação de novas áreas com potencial industrial. A Via Rápida e o Anel Viário facilitam o acesso e incentivam a vinda de indústrias e novos empreendimentos ao município.

São mais de 12.500 empresas gerando cerca de 60 mil empregos com carteira assinada. Indústria de transformação, agricultura, indústrias extrativas, construção e comércio. Apoiando e estimulando o empreendedorismo, a Casa do Empreendedor está em processo de implantação. O local vai integrar todos os sistemas necessários para iniciar um negócio. A iniciativa vai garantir a liberação da documentação em no máximo três dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *