Criciúma terá mutirão de cirurgias de pálpebras

A Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – Regional Santa Catarina (SBCP-SC), realiza um novo mutirão, desta vez de Cirurgias de Pálpebra. As cirurgias no Estado acontecem até o dia 4 de maio, em Florianópolis, Chapecó, Balneário Camboriú, Criciúma, Gaspar e Blumenau.

O coordenador de ações sociais da SBCP-SC, o médico cirurgião plástico Raidel Deucher (CRM/SC 12514), explica que os pacientes que terão o excesso de pele das pálpebras removido são aqueles que precisam fazer a cirurgia reparadora, porém, não conseguiram realizá-la e ainda aguardam nas filas de espera dos hospitais públicos pela oportunidade de se submeter ao procedimento.

“A remoção da pele excedente que se acumula acima dos olhos está relacionada a mais do que uma questão estética, é uma questão de qualidade de vida”, lembra o presidente da SBCP-SC, Evandro Parente. De acordo com ele, a retirada da pele acumulada nas pálpebras desses pacientes irá melhorar sua visão, que fica comprometida pela condição. “Muitas dessas pessoas precisam realizar a blefaroplastia por indicação médica, para ter a acuidade visual restaurada”, reforça.

É nesses casos em que o Mutirão irá atuar, os de pacientes que precisam fazer uma cirurgia de pálpebras, mas ainda não tiveram a reparação agendada na rede pública de saúde.

Como irá funcionar o Mutirão

Aproximadamente 50 pacientes deverão ser operados no Mutirão, em Santa Catarina. Todos são pacientes que constam na lista de espera para a cirurgia dos hospitais de referência no Estado.

As cirurgias serão feitas por cerca de 20 cirurgiões plásticos membros da SBCP-SC e realizadas em hospitais da rede privada e da rede pública, sem custo para os pacientes.

Todas as equipes médicas atuarão de forma voluntária e as despesas hospitalares serão cobertas por doações das próprias clínicas de cirurgia plástica, no caso dos hospitais particulares, ou pelo Sistema Único de Saúde (SUS), no caso dos hospitais públicos.