Custo da energia em Urussanga é tema de audiência

Urussanga

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina e o Ministério Público Estadual (MPSC) estão mobilizados na busca por uma solução para as altas tarifas de energia elétrica cobradas dos moradores, comerciantes e empresários de Urussanga, no Sul do estado. Na noite desta sexta-feira (16), uma audiência pública da Comissão de Economia, Ciência, Tecnologia e Minas e Energia da Alesc, realizada na Sociedade Recreativa Urussanga, discutiu o assunto.

O deputado João Amin (PP), que propôs a audiência, deve participar na próxima semana de uma audiência em Brasília para agilizar os trâmites de um projeto que deve mudar a forma de distribuição de energia em Urussanga, cuja tarifa é considerada a mais cara do estado e a quarta mais alta do país.

O representante do MPSC no encontro, Eduardo Paladino, pediu que a ata da audiência pública seja encaminhada ao Ministério Público o mais rápido possível para que as providências sejam tomadas. Ele salientou que se trata de um dever institucional resolver essa questão e que será prioridade buscar alternativas para o consumidor de Urussanga.

O senador Esperidião Amin (PP-SC), que também participou do encontro, apontou algumas saídas possíveis para a questão. A primeira delas é um projeto de lei que já tramita em Brasília, citado por João Amin. A outra é a correção da concessão para distribuição de energia em Urussanga, que foi feita sem licitação.