Da Russia, Dal Farra lamenta início ruim e orçamento apertado’

Direto de Moscou, onde acompanha os jogos do Brasil, o presidente do Criciúma reafirmou que a meta do Criciúma é terminar o primeiro turno longe da zona do rebaixamento.”Para depois pensar em algo maior, começamos muito mal, perdemos cinco jogos e agora estamos tendo azar com a bola que não entra, com jogadores que se lesionam e isso tem nos prejudicado”, lamentou durante entrevista à Difusora.

Dal Farra também falou da falta de dinheiro. “A formação de base to bancando com 2,7 milhões do meu bolso. Por mês coloco mais 500 mil então nessa reunião do conselho, que querem cobrar e estão no direito, também tem apoiar, apresentar recurso. O orçamento caiu muito, o torcedor se afastou e isso nos complica. Tem direito de criticar, mas também precisam apresentar alternativas e trazer recursos”.

Sobre as queixas de Mazzola, de problemas extracampo, ele afirma que apenas ouviu falar. “Vamos acompanhar o último jogo do Brasil e depois voltamos para nos inteirar desse processo”