Encontro tenta amenizar prejuízo com paralisação da JBS

Uma nova reunião foi realizada nesta sexta-feira para tentar encontrar uma maneira de amenizar o prejuízo que deve se acumular pela região com a decisão da JBS de fechar a unidade de abate de aves de Morro Grande.

Prefeito de Cocal e presidente da Amrec, Ademir Magagnin lembra que além dos empregos em Morro Grande a decisão impacta a vida de 120 famílias de integrados, que criam os frangos para o abate e ficam sem renda a partir de agora. “Pedimos pelo menos que os integrados que estão com financiamento não sejam desligados, porque eles correm o risco até de perder sua propriedade. Vamos seguir em busca de alternativas”, comenta

Presidente da Associação dos Avicultores da região, Emir Tezza relata o drama da categoria. Lembra que além do encerramento das atividades em Morro Grande a JBS também reduziu o abate nas unidades de Nova Veneza e Forquilhinha. “Nestas duas unidades são 17 aves a menos por dia. Esse impacto é muito grande. Muitas famílias vão ficar sem renda porque não há para quem vender. É o preço do monopólio”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *