Escola de Guatá recebe comboio da Polícia Civil

Lauro Müller

Temperatura caindo ao pé da Serra do Rio do Rastro, na comunidade do Distrito de Guatá, na tarde desta sexta-feira (02/08). Mesmo o ar gelado não desanimou os alunos da Escola de Educação Básica Engenheiro Ernani Cotrin, em Lauro Muller, que esperaram ansiosos pelo pouso do helicóptero do Serviço Aeropolicial (Saer) no pátio externo. A aeronave fez parte do comboio da Polícia Civil que foi à unidade escolar para ação educativa dentro da programação da Semana Comemorativa pelos 207 anos da instituição.

A atividade contou com agentes da Equipe de Repressão a Entorpecentes (DRE) da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Criciúma, que apresentaram as armas utilizadas por eles e falaram sobre a problemática das drogas; A Delegacia de Proteção à Mulher, Criança, Adolescente e ao Idoso (DPCami) levou informação preventiva contra a violência a este público; e a Delegacia Móvel da 6ª Regional atuou na divulgação institucional das funções da Polícia Civil.

Empolgados, os pequenos Enzo Amaral Borges e Ian Borges Cassão, ambos de sete anos e no segundo ano do Ensino Fundamental, circularam entre os colegas, ajudando os policiais a distribuírem o panfleto institucional. Perguntados se os amigos têm medo da polícia, responderam faceiros: “não temos, não, tiramos boas notas e não fazemos muitas travessuras”. Entre suas escolhas, Enzo indicou o helicóptero como sua preferência e Ian apontou para a Delegacia Móvel.

O agente Geovanio Jorge Domingos, natural do Guatá, destacou que a aproximação com a comunidade escolar é uma ação preventiva direta naqueles que serão o futuro da sociedade. “Viemos apresentar a Polícia Civil e mostrar o valor do trabalho investigativo, para que estas crianças saibam que estamos à disposição ao que for possível para que sigam o caminho correto quando forem adultos”.

Já a diretora, Rejane Pereira dos Santos, agradeceu a iniciativa e a definiu como uma tarde de conhecimento. “Este contato dos alunos com a polícia é importante para verem qual é o lado bom da sociedade, pois estão numa faixa etária que ainda pode ser influenciada para o caminho do bem”, pontuou. Enquanto que o delegado Regional, Vitor Bianco Júnior, ao conversar com pais e alunos, enfatizou que “a educação é primordial para uma sociedade com menos crimes”.