Ex-ministro contesta reforma e prevê volta de Lula

Ex-ministro Ricardo Berzoini cumpriu agenda em Criciúma neste início de semana. Em entrevista a Rádio Difusora ele falou sobre o momento político e sobre a reforma da previdência.

“A verdade é que precisa de reforma, mas sem onerar o trabalhador, em especial o trabalhador rural, professores e mulheres. O Governo quando fala em rombo distorce a realidade. O fundamental é encontrar alternativa, fim de distribuição de juros, taxar os dividendos e fazer reforma tributária”.

Berzoini afirma que o PT faria a reforma sim. “Porque não proibido mexer nas regras, mas não pode sacrificar o trabalhador. Não precisa disso. Tem que mexer sim, mas respeitando a realidade social do brasileiro”

Sobre o governo do PT, Berzoini admite que o partido errou, mas garante que o desempenho do PT é bem superior ao do PSDB. “Se você analisar os números do Governo FHC e os dados do Governo Dilma e Lula vai ver que o PT tirou o Brasil do buraco em que o PSDB enfiou o país. Logo após a eleição, as medidas que Dilma iria tomar foram cerceadas no Congresso pelo PSDB e pelo PMDB. Eles não deixaram governar, não permitiram as medidas serem aprovadas e isso fez o Brasil saltar de 4% para quase 15 % de desempregados. Os números fazem o PT enfrentar esse debate com facilidade”.

Sobre Lula, Berzoini acredita que ele será candidato sim. “A medida que as pessoas conhecem Temer, conhecem Aécio e a hipocrisia política no país, Lula volta a ser a aposta do povo para um projeto que distribua renda e gere empregos. Retomamos sim a capacidade de mostrar que temos um projeto para recuperar a economia Brasileira. Temos nossos defeitos, mas contra Lula até o momento não há uma única prova material”