Com informações e foto do Portal Veneza

Filha confessa participação na morte do pai

Balneário Rincão

A filha de Agenor Della Bruna confessou a Polícia a participação no assassinato do aposentado de 69 anos. Sem demonstrar nenhum arrependimento, ela informou a polícia que queria ver o pai sofrendo.

“Ela nutria ódio pelo pai. Relatou que ele era um monstro e que, na infância bati nela, na mãe e nos irmãos”, relatou o Delegado Jorge Giraldi. Responsável pelo caso ele deve indiciar a filha por latrocínio, roubo seguido de morte.

Durante o depoimento ela também revelou que permaneceu na casa durante todo o roubo. Em seguida levou alguns objetos da casa enquanto outros três comparsas foram a Nova Veneza. No município vizinho, amarrado, o homem foi executado a facadas.