Geração de empregos em Santa Catarina tem saldo positivo

Santa Catarina registrou saldo de 16,3 mil vagas com carteira assinada, atrás somente de São Paulo, que gerou 30 mil novos postos de trabalho, em fevereiro. Ao todo, foram 99,7 mil contratações contra 83,3 mil demissões. Com base nos números, o governador Eduardo Pinho Moreira destaca que “só ficamos atrás, em números absolutos, do estado de São Paulo, que é muito mais populoso. Isso mostra o espírito empreendedor de nossa gente, dos nossos empresários e dos nossos trabalhadores”.

No Estado, a área que mais gerou empregos foi da Indústria da Transformação, com saldo de 12.041, melhor resultado do país. Os municípios que apresentaram melhores resultados são Blumenau, com 2.020 novas vagas; seguido de Joinville, com 1.673; Jaraguá do Sul, com 1.362; e Brusque, com 1.313 postos de trabalho. “Nós, do Governo, estamos muito contentes com essa conquista e adotamos políticas públicas voltadas ao empreendedorismo, incentivando desde os pequenos negócios até as grandes indústrias. Tudo isso é um caminho sem volta”, garante Pinho Moreira, que complementa: “Santa Catarina está em plena recuperação, gerando empregos.”

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério do Trabalho. No Brasil, em fevereiro, foram criados 61.188 postos de trabalho. “Nós geramos, nestes primeiros meses do ano, 33.692 novas vagas com carteira assinada. São mais de 33 mil catarinenses que conseguiram emprego. Isso é extremamente importante para a qualidade de vida e para o equilíbrio social”, avalia o governador Eduardo Pinho Moreira.  E finaliza: “Esta é a Santa Catarina que todos queremos”.

Desempenho na Amrec

Na região Carbonífera o saldo também foi positivo, mas pequeno. Na comparação entre demissões e admissões foram apenas 63 empregos. Entre os destaques negativos está Criciúma. A maior cidade da região terminou fevereiro fechando 157 vagas. Também no vermelho aparecem Içara que fechou três postos de trabalho, Lauro Müller com quatro, Siderópolis com menos 12 e Urussanga, onde foram fechados 33 postos de Trabalho.

Entre as cidades com saldo positivo, destaque para Nova Veneza, que criou 147 novos postos de trabalho. também terminaram o mês no Azul as cidades de Forquilhinha com 25, Cocal do Sul com 81, Treviso com sete e Morro da Fumaça com 12 e Orleans com 59. O município do Balneário Rincão não tem dados informados no Caged.