Governador anuncia R$ 30,5 milhões de investimentos para Criciúma

Criciúma

O governador Carlos Moisés autorizou, na noite desta sexta-feira, 13, a licitação para a revitalização da Rodovia Jorge Lacerda, em Criciúma, orçada em R$ 22,5 milhões. Ele ainda garantiu R$ 8 milhões para a construção do Centro de Inovação da cidade. O ato foi realizado na Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc).

Por se tratar de uma demanda prioritária da região, o Governo de Santa Catarina incluiu a rodovia no programa Novos Rumos, um pacote de obras de infraestrutura prioritárias a ser executado com recursos próprios.

“Se eu investir em infraestrutura, futuramente eu terei recursos para investir em saúde, educação e segurança. Estamos vendo os gargalos de cada região e investindo neles, com recursos próprios. É dessa forma que nós enxergamos a gestão pública. Vamos olhar para os 295 municípios de nosso Estado, sem distinção”, discursou Moisés. 

O chefe da Casa Civil, Douglas Borba, acredita que ao escolher as obras prioritárias, o Estado contribui para o impulsionamento regional. “O Governo tem elencado as prioridades de cada região. Estamos investindo em obras que trarão desenvolvimento econômico. Tanto a revitalização da Jorge Lacerda quanto o Centro de Inovação são clamores da população e que darão um retorno certo”

A rodovia faz a ligação sul entre Criciúma e a BR-101, além de ser um importante acesso para Forquilhinha. O trecho a ser recuperado compreende 8,5 quilômetros entre a rodovia federal e a rótula de intersecção com a Rodovia Gabriel Arns.

R$ 8 milhões para o Centro de Inovação de Criciúma

A infraestrutura não foi o único setor a receber boas notícias na noite desta sexta-feira. No mesmo ato, o governador também assinou digitalmente a liberação de R$ 8 milhões para a construção do futuro Centro de Inovação de Criciúma. No primeiro semestre, Moisés já havia se comprometido em fazer os repasses. A partir de agora, a Unesc está apta a receber as parcelas para a edificação do Centro, que congregará o setor de tecnologia e inovação da região carbonífera. 

Na visão da reitora da Unesc, Luciane Ceretta, o Centro de Inovação permitirá mapear todo o potencial tecnológico do Sul, congregando as forças da região:

“A constituição de um Centro de Inovação reúne a possibilidade de potencializar muitas iniciativas que estão postas, mas soltas. Incentivando isso, estas ideias geram receita, renda e melhoram a qualidade de vida das pessoas por meio do desenvolvimento”. 

A expectativa da Unesc é que que o Centro fique pronto em agosto de 2020. Ele ficará na Rua Araranguá, no Centro da cidade.