Governador lamenta morte do Deputado Aldo Schneider

O governador Eduardo Pinho Moreira decretou luto oficial por sete dias devido ao falecimento do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Aldo Schneider, na tarde deste domingo, 19. “Com tristeza recebo a notícia do falecimento do presidente da Assembleia Legislativa, deputado Aldo Schneider, com quem tive oportunidade de amplo convívio na condição de homem público e amigo. Ele deixa um legado de realizações e serviços prestados a Santa Catarina. Lutou até o fim, com a garra e coragem que sempre lhe foram peculiares. Meus sentimentos à família e a todos os que acompanharam sua jornada”, disse o governador.

Nota de Pesar

É com profundo sentimento de pesar que o Governo de Santa Catarina recebe a notícia do falecimento do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina Aldo Schneider, neste domingo, 19. Analista da Receita Estadual, Aldo era funcionário de carreira da Secretaria de Estado da Fazenda. Foi vereador, prefeito de Vitor Meireles por três gestões, Secretário de Estado de Desenvolvimento Regional de Ibirama e atualmente estava no seu segundo mandato como deputado estadual. Lutava contra um câncer na coluna desde 2017.  Aldo Schneider deixa a esposa Marita e os filhos Nathali Aline e Bruno Gustavo.

O Governo do Estado, em razão do falecimento, decreta luto oficial por sete dias.

Aldo Schneider nasceu e iniciou seus estudos na pequena Agrolândia, no Alto Vale do Itajaí. Perseverante, formou-se em Gestão Empresarial pela Uniasselvi e ingressou na Secretaria de Estado da Fazenda como Analista da Receita Estadual em 1980.

Foi vereador pelo município de Ibirama, tendo como bandeira a emancipação do atual município de Vitor Meireles, onde foi o primeiro prefeito, cargo que voltou a ocupar por mais duas vezes. Foi eleito Deputado Estadual de Santa Catarina com 36.449 votos, em 2010, e reeleito com 58.646 votos em 2014. Na última Legislatura (2014-2018) foi indicado por seus pares para presidir o Parlamento.

Essa trajetória, contudo, foi precocemente interrompida depois de longa batalha contra o câncer, diagnosticado em 2017. Período durante o qual lutou com todas as suas forças para trabalhar em prol da sociedade catarinense até o fim. Aldo Schneider deixa a esposa Marita e os filhos Nathali Aline e Bruno Gustavo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *