Governo de Criciúma entrega escrituras a moradores do Anita Garibaldi

Criciúma

Atualmente, 50% dos moradores do Loteamento Anita Garibaldi são oriundos de um processo de ocupação que ocorreu em 1992. Após terem enfrentado muita luta, reuniões e ações de despejo, os residentes receberam a posse definitiva de seus imóveis. Ao todo, 158 escrituras foram entregues pela Secretaria de Assistência Social e Habitação, no Teatro Municipal Elias Angeloni. 

“Esse foi um momento especial onde quase 160 famílias receberam o direito de possuir seus imóveis. Depois de muita luta conjunta, estamos devolvendo a dignidade a todas essas pessoas”, comemorou o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, acrescentando que “em dois anos já foram liberadas mais de 700 escrituras”.

As escrituras foram entregues por meio da Regularização Fundiária Urbana (Reurb), que junto com o programa Lar Legal, garante o benefício à centenas de famílias de diversos bairros de Criciúma. “Agradecemos todos que trabalharam para que essa liberação fosse possível. Atendemos os anseios dos moradores, que hoje recebem esse benefício. Vimos a emoção e a satisfação dessas famílias e vamos continuar batalhando para que muitas outras sejam beneficiados”, destacou o secretário de Assistência Social e Habitação, Paulo César Bitencourt.

História do Loteamento

Em 1976 o espaço era denominado Parque Residencial Carolina, tendo uma carbonífera como proprietária. Anos depois, foi tomada por um instituto como forma de pagamento de dívidas. No ano de 1992, a área foi ocupada por moradores que lá se instalaram e construíram suas moradias. Após a ocupação, um contrato foi assinado e o município adquiriu os territórios, assim garantindo o espaço aos moradores. Atualmente, 50% dos habitantes são oriundos do processo de ocupação e a empresa responsável pelas regularizações, medições e mapeamento dos imóveis foi a Protol – Projetos de Engenharia e Consultoria LTDA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *