Governo segue em busca de alternativa para os faltantes

O índice de pacientes que seguem faltando a consultas e exames na rede pública de Criciúma continua tirando o sono do Governo do Município. No início da semana, em visita a UPA da Grande Próspera, o prefeito Clésio Salvaro voltou a afirmar a necessidade de encontrar uma alternativa para amenizar o problema e reduzir o prejuízo que o município sofre com as faltas.

Uma das primeiras medidas deve ser uma campanha de conscientização. Segundo a Secretária Fraciele Gava o assunto já vem sendo discutido por ela e pelo Departamento de comunicação. “Estamos finalizando uma campanha de conscientização, que deve estar pronta nos próximos dias. Estamos comprando exames, mas tendo a decepção com a ausência dos pacientes”.

A Campanha, lembra a secretária, deve alertar para o deveres dos usuários do SUS. “Nos exames de colonoscopia, por exemplo, as faltas são de 30%. Não adianta só falar em direitos e esquecer dos deveres”, comenta. Uma outra alternativa será a retirada dos faltantes da fila de Espera do SUS. “Estes faltantes podem ser procurados pelos agentes de saúde para que assinem um documento e deixem a fina de Espera”.