Governo vai discutir reajuste na Justiça

Governo de Criciúma não pretende negociar. Foi o que deixou claro o secretário Robson Gotuzzo em entrevista nesta manhã na Difusora. Segundo ele, os pontos que o Sindicato não abre mão também não podem ser negociados pelo Governo.

“Diante disso vamos buscar na Justiça do Trabalho o dissídio coletivo e também tentar, via judiciário, assegurar que os que querem trabalhar possam ter livre acesso. Não estamos em uma ditadura e os direitos precisam ser respeitados”.

Já a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Criciúma garante que não há intransigência por parte do sindicato. “Os servidores pediram ganho real e a manutenção dos direitos. Não tivemos ganho real, não tivemos novos direitos e ainda perdemos conquistas antigas”, explica Jucélia Vargas. Segundo ela, se não for apresentada uma nova proposta, a greve começa na segunda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *