Hospital prometem combater Adin na Justiça

Criciúma

Associação Catarinense dos Hospitais Filantrópicos de Santa Catarina reagiu com indignação a decisão do Governo do Estado de ingressar na Justiça contra a emenda aprovada pela Alesc que reserva 10% do fundo da saúde para os Hospitais filantrópicos. A medida garantiria 180 milhões extras para estas instituições do Estado. 

“Atendemos 70% dos catarinenses mesmo com uma tabela SUS defasada. Essa decisão é muito danosa e muitos hospitais podem rever suas estruturas, reduzir atendimento. Temos muita preocupação e vamos tomar providências. Vamos contestar judicialmente esta ADIN para evitar o fechamento de serviços ou a redução deles”, argumenta o presidente da Entidade,Altamiro Bitencourt.

A decisão do governador de ingressar com a ADIN também provocou reações na Direção do Hospital São Donato.  “Porque a divisão desses recursos já vinha sendo discutida, inclusive pelo Secretário da Saúde. A nossa parte o próprio governo indicou como alternativa para manter a maternidade. Isso preocupa porque não há uma certeza, o que vale hoje não tem mais validade amanhã”, relata Júlio de Lucca, Diretor administrativo do São Donato.