Júlio Garcia é indiciado na Operação Alcatraz

Florianópolis

A Polícia Federal apresentou nesta terça-feira o relatório final da operação Alcatraz. Nele o deputado e presidente da Assembleia Legislativa Júlio Garcia  é  indiciado por integrar organização criminosa, fraude em licitação, corrupção ativa e ocultação de bens.

Ainda pela manhã Júlio Garcia recebeu a solidariedade de alguns deputados que estavam na Alesc. Milton Hobus, presidente do PSD em Santa Catarina classificou o indiciamento como exagero.

Em nota, Júlio também se manifestou. Confira:

Cinco meses atrás, fui surpreendido pela citação de meu nome em uma investigação da Polícia Federal.
Entre outras afirmações a de ser o beneficiário de valores provenientes de contratos firmados pela Secretaria Estadual de Administração com empresas terceirizadas, fraude em licitações e o recebimento ilícito, em 2015, de um terreno.

Pois bem, no decorrer dessas últimas semanas, me foi dada a oportunidade de provar que tais acusações eram absolutamente infundadas. Uma a uma, foram sendo excluídas do relatório final da Polícia Federal, que atestou que não havia qualquer relação minha com o objeto inicial da investigação. O terreno citado, por exemplo, é de minha propriedade há mais de 25 anos.

Agora, resta esclarecer uma última citação, a de ser sócio oculto de uma empresa que firmou um único contrato com o Governo do Estado no final de 2016. Essa acusação, tenho certeza, também será devidamente arquivada, pois é absolutamente infundada.

Reafirmo meu desejo de que a investigação se aprofunde o máximo possível, para que, ao final desse processo, fique provada minha inocência.
Mas, nesse momento, não posso reagir de outra maneira que não seja de profunda indignação. A indignação de toda pessoa acusada de algo que não cometeu. Quem já sofreu uma injustiça dessa natureza sabe do que se trata.

Sigo confiando na justiça, para que meu nome, o maior patrimônio de qualquer ser humano, seja definitivamente limpo.

Florianópolis, 15 de outubro de 2019.
Júlio César Garcia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *