Júlio Kaminski anuncia desfiliação do PSL e está fora do pleito deste ano

Criciúma

Eleição de Criciúma perdeu um candidato. Júlio Kaminski reuniu a imprensa ontem para anunciar que não irá disputar a vaga de prefeito no pleito deste ano. Alegou razões partidárias para desistir do processo. Ele também encaminhou seu pedido de desfiliação do partido. Vai ficar independente na Câmara até o final deste ano e não irá disputar sequer a reeleição para o legislativo.

Segundo Kaminski o motivo de sua decisão foi a condução interna no PSL. Kaminski foi retirado da condição de presidente do partido, ficou fora da nova executiva e não aceitou. “A confiança foi quebrada. Assumiu-se um acordo, a palavra foi dada e não cumpriram. Construí todo esse processo e ele acabou desmoronando por irresponsabilidades”, lamentou Kaminski.

Alisson Pires, eleito presidente do PSL ao longo da semana, também já pediu para sair da função. Agora os militantes do PSL pretendem trabalhar para encontrar um novo nome para a presidência e um novo nome para ser candidato a prefeito de Criciúma. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *