Foto - Caio Marcelo

Luiz Carlos Winck pede paciência aos torcedores

Técnico Luiz Carlos Winck não escondeu seus descontentamento com as críticas de alguns torcedores durante o jogo deste sábado diante do Luverdense. O Treinador disse que é preciso paciência. “O torcedor tem o direito de vaiar, mas tem que ter paciência. Eu fiz esse pedido. Esperem o jogo acabar. E também que venham em maior número, que participem mais que apoiem mais durante o jogo, depois podem vaiar”, ressaltou o comandante durante a coletiva.

Winck também lembrou que o time está invicto no returno e que saiu da lanterna para a sétima posição. “Somos um time igual todos os outros. Exceção ao América e ao Inter, o Criciúma é igual aos demais e o torcedor precisa entender isso. Saímos de zero pontos para 34, não perdemos no returno, estamos em sétimo e distante três pontos da zona de classificação. Esse grupo tem se empenhado e vou defender sempre meus atletas”.

Winck admitiu, no entanto, que o time não apresentou um bom futebol diante dos mato-grossenses, mas acredita que peso tenha passado. “Os jogadores também sabiam que precisavam vencer em casa, sabiam da pressão. Vínhamos de um empate e uma derrota em casa e realmente não jogamos bem, mas isso vai ser diferente já diante do Juventude”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *