“Lula passará longa temporada em Curitiba”, afirma Dória

Apontado como alternativa para o processo eleitoral de 2018, assediado por outros partidos e celebrado por muitos como novidade na política nacional, o Tucano João Dória Júnior concedeu entrevista nesta manhã a Rádio Difusora. O prefeito da capital paulista reafirmou que segue “prefeitando”. “Eleições de 2018 tem que ser tratadas em 2018. Sigo fazendo aquilo para qual fui eleito. Ser prefeito de São Paulo”.

Dória falou de Lula e disse que a era do ex-presidente está chegando ao fim, mas admitiu que ele ainda irá influenciar a eleição do próximo ano. “A era Lula creio que acabou, mas a do PT não. Mas ainda assim é preciso respeitar a história e sua influência política. Mesmo que Lula não seja candidato ele irá influenciar fortemente o eleitorado petista em favor do preposto que irá apresentar. Lula terá sua condenação, mas isso não implica no sepultamento do PT. Espero até que o partido melhore, que saia do campo da mentira, do mal para o campo ideológico, que eu não compartilho. Quem sabe o PT possa se reconstruir”.

Para o prefeito paulista Lula passará uma longa data em Curitiba. “Ele deve pagar pelos crimes que cometeu, mas quem define isso é a justiça e tenho certeza que a Justiça vai dar a punição necessária. Ele tem condenação em primeira instância e ainda tem outros oito processos. Por isso, o destino de Lula é uma longa temporada em Curitiba”, ressaltou Dória, que não

Para ele 2018 vai repetir o cenário de 2016 com o eleitor buscando algo novo para tentar apostar e confiar. “Vai ser o mesmo. O cenário será de busca pelo novo, alguém de centro, equilibrado. Foi o que prevaleceu na eleição para prefeitos em 2016 e que nos levou a vitória aqui em São Paulo. Isso vai prevalecer. Ou o novo ou pelo menos alguém com o discurso moderno”.

Dória, que reafirma não ser político, avalia que o Brasil, assim como São Paulo, também precisa de gestor. “Não quero me autovalorizar, mas a busca será essa. Brasileiro quer uma gestão moderna inovadora, que mesmo sem dinheiro busca ideias criativas para prestar serviço à população”.

Dória também falou sobre a economia.. “Estamos sentindo a economia melhorar. Temos perspectiva, algo que não tínhamos com o governo do PT. O brasileiro vai terminar o natal sorrido”.

Falou de programas de seu governo. “Temos programas como o corujão da saúde que leva gente humilde para ser atendida no Albert Einstein e reduzimos drasticamente a fila da saúde”.

Falou do PSDB já sem defender exclusivamente Geraldo Alckmin “Ele é um dos nomes. O PSDB é um grande partido com grandes nomes”.

E lembrou do convite de Salvaro.. “Não sei se conseguirei ir a Criciúma para participar da inauguração. Tenho uma estima grande pelo prefeito Clésio Salvaro e por Santa Catarina. Minha mulher é catarinense. Se não conseguir ir na inauguração do Paço, irei em outra oportunidade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *