Mercado Livre lança campanha contra reajuste dos Correios

O Site Mercado Livre, líder no livre comércio na Internet de produtos novos e usados, lançou nesta quarta-feira uma campanha contra o aumento do frete nos Correios, que passa a valer a partir da próxima semana.  As novas tarifas entram em vigor no próximos dia 6 e devem impactar principalmente pequenos empreendedores que negociam a compra e a venda de mercadorias via internet.

Hoje quem acessa o site encontra a hastag “Frete Abusivo não”. “Aumento de até 51% nos fretes dos Correios afetará o consumidor e, principalmente, os pequenos e médios empreendedores que vendem pela internet. Participe da campanha e compartilhe a hashtag #FreteAbusivoNão nas suas redes sociais!”, conclama texto publicado pelo site.

O aumento médio será de 29% e vai afetar todo tipo de correspondência. Só o Mercado Livre reúne 110 mil pessoas que usam a plataforma de e-comerce para engordar a renda.

Diante da manifestação a direção nacional da empresa emitiu uma nota oficial. Nela a empresa desmente o percentual. Confira: “Sobre a campanha realizada pelo Mercado Livre em suas redes sociais a respeito do ajuste de preços que será aplicado pelos Correios a partir de 6 de março para os clientes de contrato, os Correios esclarecem: Ao contrário do que foi divulgado, o reajuste não será de “até 51% no frete dos produtos a todos que compram e vendem pela internet”. A média será de apenas 8% para os objetos postados entre capitais e nos âmbitos local e estadual, que representam a grande maioria das postagens realizadas nos Correios.”