Metade da população não sabe que tem pressão alta

Pelo menos 50 % da população brasileira que tem pressão alta desconhece o estado de saúde e, em relação as pessoas que receberam o diagnóstico, apenas 30% conseguem controlar. A conscientização tem papel fundamental no combate a essa doença crônica, apostando nesta iniciativa o SESI Criciúma promoveu nesta quinta-feira, 26, uma atividade para estimular o controle da pressão arterial.

“Em parceria com o curso de Farmácia da Unesc, temos duas acadêmicas que estão abordando e convidando os pacientes presentes para aferir a pressão. Elas explicam os fatores de risco para Hipertensão e alertam para importância do controle da pressão, que uma vez alta de forma sustentada pode trazer complicações tais como o AVC, infarto, problemas renais e oftalmológicos entre outros problemas cardiovasculares. As orientações são repassadas no sentido da prevenção e do aconselhamento à procura de um médico caso identificado a necessidade”, explica a supervisora do Centro de Promoção da Saúde do Trabalhador, Kênia Chechetto Motta de Farias.

Ter hábitos saudáveis propiciam uma melhor qualidade de vida. Manter o peso ideal, não fumar, evitar bebidas alcoólicas, ingerir pouco sal, praticar exercícios físicos e controlar o stress cotidiano, também auxiliam nesta busca. “Para o controle efetivo, em adultos, a pressão deve estar abaixo de 14 por 9. O ideal mesmo seria na faixa de 12 por 8”, complementa a supervisora. Segundo Kênia, atualmente a pressão alta atinge 30% da população adulta brasileira, chegando a mais de 50% na terceira idade e está presente em 5% das crianças e adolescentes no Brasil.