Ministério amplia em 31% os recursos da saúde para Criciúma

Investimento mensal vai ultrapassar R$ 249 mil em virtude de bons resultados na avaliação de critérios como estrutura, qualidade do serviço e satisfação

 Criciúma melhorou sua avaliação no Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade na Atenção Básica (PMAQ-AB), que analisa estrutura física, qualidade do serviço, satisfação dos usuários, funcionamento, processo de trabalho e organização. Com o resultado positivo, o Ministério da Saúde investirá R$ 249.381,95 mensais no município, um aumento de R$ 59.781,95 nos repasses, totalizando 31%.

Criciúma já passa a receber o valor reajustado a partir de outubro. O programa tem como objetivo induzir a ampliação do acesso a melhoria da qualidade dos atendimentos na Atenção Básica de Saúde. O PMAQ teve início em 2011 e é aplicado a cada dois anos.

“Esse aumento possibilitará ampliarmos ainda mais a estrutura, organização e serviços das unidades básicas do município. A gestão da cidade agradece ao esforço de todas as equipes e gerentes no alcance deste excelente resultado. Quem se beneficiará ao final será a população que receberá uma assistência melhor e mais efetiva”, ressalta a secretária de Saúde, Francielle Gava.

O PMAQ avaliou equipes de Estratégia de Saúde da Família (ESF), que atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município e nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família (NASF). As três equipes do NASF e 35 da ESF que tiveram resultados positivos para o aumento do recurso, participaram pela terceira vez do programa.