Moradores do Sul são presos na Itália por suposta fraude

Policiais da Cidade italiana de Augusta, na região da Siracusa, no Sul da Itália, prenderam nesta quinta-feira sete pessoas acusadas de fraudar o processo para obtenção de cidadania italiana e, como consequência, garantir a migração para a Europa. O suposto crime, envolve pessoas do Sul de Santa Catarina.

De acordo com os dados divulgados pela Polícia Italiana, estão presos o dono da Assessoria que encaminhava os pedidos de dupla cidadania, Cleber Z, 43, a esposa dele e um irmão de Cleber. Os dois últimos estão em prisão domiciliar, enquanto Cleber foi para um centro de detenção.

A ação também deteve integrantes do serviço de imigração do Governo Italiano, que são acusados de facilitar a emissão dos documentos. A operação “Siracusao Meravigliao” teria identificado um grande fluxo migratório tendo a empresa dos brasileiros como intermediária do processo.

Pelo menos 500 brasileiros que não teriam direito ao documento de dupla cidadania teriam pago 3,5 mil euros para garantir a emissão fraudulenta dos documentos.

Até o momento não informações sobre a versão dos acusados. O caso ganhou destaque na imprensa italiana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *