Morre o fotógrafo Aires Cardoso

O Jornalismo de Criciúma perdeu nesta madrugada uma de suas grandes figuras. Aires Cardoso morreu em casa, na região da Grande Próspera, aos 68 anos. Ao longo das últimas décadas, ele registrou os principais fatos da história da cidade e da região. Durante muito tempo, Aires atuou na Tribuna Criciumense. Nos últimos anos era profissional do Folha dos Municípios.

Nas mídias Sociais amigos registraram a morte do profissional. “O Aires era um fiel escudeiro do Altair Bittencourt na Tribuna Criciumense, década de 70/80. Andavam juntos pelo sul do Estado, registrando os fatos. Cidadão exemplar, profissional de primeira linha e amigo leal”, frisou Aderbal Machado.

“Tudo que aconteceu nas últimas décadas na região passaram pelas lentes do discretíssimo Aires “cabeça branca”. Tipo homem gente boa, que só fazia o bem e se contentava com muito pouco, Aires vai deixar muita saudade no meio jornalístico da região”, destacou Donato Gregorini.

Aires será velado a partir desta tarde no cemitério do Bairro Brasília. Sepultamento ocorre amanhã, as 9 da manhã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *