Morro da Fumaça divulga estratégias pós enxurrada

Morro da Fumaça

Depois de um final semana de trabalho intenso no atendimento às famílias atingidas pela chuva, a equipe do Governo Municipal se reuniu na manhã desta segunda-feira, dia 27, para traçar novas estratégias já que a previsão aponta mais chuva para esta semana. Além disso, o prefeito Noi Coral decretou estado de emergência no município.

A Defesa Civil contabilizou cerca de sete mil pessoas e cinco mil residências afetadas no final de semana. Desde a noite de sexta-feira, dia 24, as equipes das secretarias e departamentos municipais, ao lado de voluntários, trabalham para atender os desabrigados e desalojados que precisaram ser levados ao salão paroquial da Igreja Matriz São Roque, da Capela Santa Catarina, no distrito de Estação Cocal e também na Igreja Quadrangular. Nesta segunda-feira, eles serão realocados para o Centro Múltiplo Uso, no bairro Esperança. Nesta segunda-feira, pelo menos 35 pessoas ainda não conseguiram voltar para as suas casas. “A nossa principal preocupação é ajudar estas pessoas. Tivemos muitos estragos pela cidade e em alguns locais, como o Picadão Paladini, onde a água ainda não abaixou”, relata o coordenador da Defesa Civil, Natan de Souza.

A estratégia traçada, complementa Souza, visa garantir os serviços essenciais. “Traçamos ações de reparo aos estragos e preventivas já que há nova previsão de chuva, com a intenção de garantir saúde, aulas, a mobilidade urbana. A cidade está sob emergência”, fala o coordenador da Defesa Civil, acrescentando que este é o maior desastre natural da história recente de Morro da Fumaça.

Além dos bairros, o Centro da cidade foi bastante afetado com a água invadindo a maioria das lojas e inclusive a prefeitura e a Câmara de Vereadores. Conforme Souza, pelo menos 300 imóveis foram tomados pela água no Centro. No bairro Naspolini este número chega a 700.

Ainda no sábado, o prefeito Noi Cocal, acompanhado do chefe da Defesa Civil de Santa Catarina, João Batista Cordeiro Júnior e do Secretário de Articulação Nacional, Diego Goulart, fez sobrevoo de helicóptero para verificar os estragos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *