Morro da Fumaça tem 38 mil de prejuízo em vacinas

Saúde de Morro da Fumaça recebeu prazo de 15 dias da Regional de Saúde para explicar porque uma das geladeiras que armazenava vacinas teve uma abrupta elevação da temperatura. Vacinas que estavam armazenadas nela foram descartadas. Prejuízo superior a 38 mil reais.

“Prefeito tem que tomar pulso da situação e vamos cobrar dele isso. Ele ficou sabendo uma semana depois. Primeiro vieram com informação de queda de energia. Depois mudaram o discurso. O prejuízo sai outra vez do lombo do contribuinte”, reclama o vereador Vado Marcolino

As vacinas deveriam permanecer em temperatura que varia de 4ºC a 8ºC, mas chegou a 16ºC de acordo com o vereador. “Tínhamos vacinas da gripe, entre outras que dificilmente poderão ser reaproveitadas, porque ficaram em uma temperatura muito elevada. Buscamos saber qual foi o real problema, se foi descuido da pessoa responsável, se foi a geladeira onde estavam armazenadas outro qualquer outro fator”, completa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *