Nova Veneza decreta situação de emergência por conta da greve dos caminhoneiros

O prefeito de Nova Veneza, Rogério Frigo, decretou situação de emergência na manhã desta segunda-feira, dia 28, devido aos impactos da greve dos caminhoneiros. Entre os motivos estão o desabastecimento de combustível na cidade que afeta os serviços públicos.

“Nós reunimos o secretariado para fazer um levantamento para avaliar a atual situação de cada pasta. A situação é crítica e precisamos tomar medidas para viabilizar apenas os serviços essenciais”, comentou o prefeito.

De acordo com o gestor, na Secretária de Educação as aulas e o transporte escolar serão mantidos até a quarta-feira, dia 30. Na sexta-feira, dia 1º ficou definido como ponto facultativo. Os pais e responsáveis precisam ficar atentos a pequenas alterações de paradas ou trajetos. O transporte noturno para universidades continua suspenso.

A Secretaria de Saúde mantém os trabalhos normalmente, inclusive nas Estratégias de Saúde da Família (ESFs), até a próxima quarta-feira, dia 30. Somente as unidades de São Bonifácio e Vila Maria continuam fechadas. Já os serviços essenciais serão disponibilizados com o transporte de pacientes para hemodiálise, quimioterapia e radioterapia. O Plantão funcionará somente para urgência e emergência.

Na secretaria de transportes, obras e serviços urbanos as atividades também estão canceladas. Somente o serviço essencial de coleta de lixo. Assim como as demais secretarias mantém somente os serviços internos.

E na Afave, os encontros de clubes de mães serão mantidos apenas nas comunidades onde residem as monitoras. Os encontros da Terceira Idade também serão cancelados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *