Pescadores seguem no aguardo do seguro defeso

Balneário Rincão

Pelo menos 50 pescadores do Balneário Rincão estão na fila de espera para receber o seguro defeso. O pagamento refente a pesca da anchova deveria ter sido repassado aos profissionais em Janeiro, mas até o momento não há qualquer sinalização de pagamento. O problema, segundo o presidente da Colônia Z-33, não é exclusividade do Rincão.

“Tem atingido toda Santa Catarina. Já conversamos com o INSS, já mobilizamos a Federação dos Pescadores, mas a situação não evolui. Enquanto isso muitos pescadores seguem sofrendo sem os recursos. O que nos informam é que a culpa é do sistema. Tem gente que recebe o defeso há pelo menos 10 anos, mas agora o sistema identificou que lá nos anos 90 ele trabalhou fichado. Ai trava tudo. Temos que pegar a carteira, mostrar que ele deu baixa e que vive da pesca para então liberar. É tudo muito lento”, justifica João Pícollo.

Tainha liberadaA boa notícia para os pescadores é a liberação da Pesca da Tainha. A partir de 1º de Maio a captura do pescado vai estar liberada. É na Tainha que muitos pescadores conseguem recuperar os prejuízos acumulados ao longo do ano. Resta saber se o clima vai contribuir com os pescadores. “Ano passado a tainha até foi razoável, mas a pesca da anchova e da corvina foi ruim demais. No verão a tainhota deu uma aliviada no prejuízo das famílias e agora a torcida é para o que o clima ajude, a tainha encoste e a gente possa faturar”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *