Pesquisa aponta cautela do consumidor catarinense durante a Páscoa

Com intuito de balizar a tomada de decisão do empresário a partir da ótica do consumidor catarinense, a Fecomércio SC realizou um importante levantamento do perfil de quem compra na Páscoa, da intenção dos gastos durante o feriado e das principais tendências de consumo nas compras. Os indicadores foram apurados na Pesquisa de Intenção de Compras para a Páscoa 2018, realizado pelo Núcleo de Pesquisas da Entidade.

Na primeira data especial do calendário, o catarinense demonstra um comportamento mais cauteloso em relação ao último ano. A expectativa do gasto médio dos consumidores catarinenses ficou em R$ 157,69, inferior em 3,3% no valor projetado pelas famílias em 2017. Itajaí registrou o maior valor R$185,56, já os chapecoenses planejam gastos bem menores do que nos anos anteriores, se em 2017 o valor alcançou 191,75, este ano recuou para R$120,69.

“Apesar da variação negativa do gasto médio no estado, o valor ainda está acima do registrado há dois anos – período marcado pela retração e baixo volume de vendas – demonstrando uma estabilidade na renda do catarinense que vem fazendo uma escolha pelo planejamento dos gastos dentro do orçamento, pesquisa de preço, e pagamento à vista, evitando novas dívidas. A conjuntura econômica está mais favorável, com acesso ao crédito e recuo nos juros, mas ainda mantém o consumidor cauteloso”, pondera o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

Nesse cenário a busca pelas promoções (28%) e pelo melhor preço (44%) continuarão sendo a tônica desta Páscoa, principalmente para os consumidores que demonstraram a intenção de pagar suas compras à vista e em dinheiro, o percentual neste item alcançou 75%. No recorte regional Florianópolis demonstra um comportamento diferente do estado: a qualidade no atendimento será levada em conta para 30% dos consumidores, seguido dos atributos preços dos produtos 28% e promoção 27%. Em Joinville majoritariamente 87% vão pensar no preço na hora das compras.

O estudo também aponta a escolha dos catarinenses principalmente por chocolates industrializados – ovos de Páscoa, 46,5% ou chocolates em barra, 33,7%. Em Lages os chocolates artesanais somando ovos de Páscoa, barras e bombons tiveram um percentual expressivo quando comparado às outras cidades pesquisadas (38,4%). Os supermercados (56,4%) e o comércio de rua (28,6%) serão os principais destinos para as compras.

Não é apenas a compra dos chocolates, brinquedos e roupas que movimentam o setor na data, as viagens também fazem parte do gasto médio do consumidor. Está nos planos de 12,2% dos catarinenses viajar, sendo que 58,2% farão o passeio dentro de Santa Catarina, girando a economia local e a razão principal a apontada pelos entrevistados será visitar parentes ou amigos (61,2%). Os Blumenauenses possuem a maior intenção do estado em viajar durante o feriado (18%), maior índice entre as setes cidades que participaram do estudo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *