Polícia faz operação contra líderes de ataque. Em Criciúma, suspeito está foragido

A POLÍCIA CIVIL deflagrou nesta manhã, 07, uma das maiores operações policiais realizadas no Estado, contra a facção criminosa responsável pelos diversos atentados cometidos na última semana, contra agentes e instalações de vários órgãos da segurança pública, sistema prisional e Poder Judiciário. A ação policial ocorre nas cidades de Blumenau, Joinville, Florianópolis, Criciúma e Navegantes, e é coordenada pela Divisão de Repressão ao Crime Organizado – DRACO/DEIC.

Até o momento são 47 presos e foram lavrados cinco auto de prisão em flagrante, em razão de apreensões de drogas e munições. Líderes da organização criminosa, dentro e fora das unidades prisionais, assim como responsáveis por transmitir ordens para as ações criminosas, foram os principais alvos da operação da Polícia Civil.

Mais de 300 Policiais Civis, de diversas Delegacias Regionais e Diretorias da Polícia Civil, estão cumprindo, desde a madrugada, 58 mandados de prisão, inclusive contra as lideranças de grupos criminosos e 42 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo Poder Judiciário. Além da DEIC, participaram unidades policiais da DPGF, DPOL,  DPOI, SAER, Acadepol e DINI/SSP.

Em Criciúma, o homem apontado como integrante do PGC e líder dos ataques no Sul, não foi localizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *