Prefeito reage a inquérito e fala em acionar corregedoria

Prefeito de Içara Murialdo Gastaldon reagiu a ação do Ministério Público de Içara de questionar a venda do terreno da antiga caixa de carvão. De Brasília, onde cumpre agenda, o prefeito comentou a medida.

“Na região urbana o município tem 2,2 mil lotes. Acredito que o promotor esteja interessado na inviabilização de um preço melhor a ser apurado na venda destes terrenos.  Faz muito tempo que tem lei autorização. Meses se passaram e ele nada questionou. Agora, somente agora, quando novo edital é publicado ele faz questionamentos, vai a imprensa quando eu como prefeito sequer fui citado”, disparou Murialdo

No Ministério Público a avaliação é de que o Governo Municipal foi omisso.

“Houve prazo para a manifestação e o executivo silenciou. Por isso a representação neste momento. Estou acatando orientação do Segundo Grau do Ministério Público na pessoa do Dr Fábio Trajano. Está sendo feito um inquérito civil para apurar a questão urbanística e a existência de um decreto que destina a construção de uma praça pública. Há ainda um outro inquérito sendo apurado em outra promotoria. Não entendo as colocações de inverdades por parte do prefeito na imprensa. Houve o espaço para a manifestação e o governo silenciou”, afirmou o promotor Marcus Vinícius de Faria Ribeiro.

Murialdo, no entanto, afirma que segue achando estranha a postura do Ministério Público e promete reagir. “Essa atitude me obriga a procurar a corregedoria para denunciar a atitude extemporânea. É o que farei para preservar o melhor preço público para estes bens”.