Previsão de queda na arrecadação preocupa municípios

Criciúma

A previsão para os próximos meses para os municípios brasileiros é de queda no valor do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Só para região Carbonífera, a diminuição é de mais de R$ 6 milhões para agosto. Em setembro os números melhoram um pouco, mas ainda em queda de R$ 3 milhões, voltando a subir só em outubro. Os dados são de uma projeção feita pela Federação Catarinense de Municípios (FECAM) e deixa em alerta os prefeitos, que devem adotar cautela pelos próximos três meses.

Segundo o diretor executivo da AMREC, Vanderlei Alexandre, o Lei, os gestores devem ficar atentos aos gastos. “Deve-se controlar as despesas e adotar cautela, para não ter maiores problemas no fechamento do ano”, afirma Lei. A queda já era esperada pela restituição do imposto de renda, mas a instabilidade econômica e a queda na produção industrial devem fazer com que o valor do repasse caía ainda mais que o esperado.