Professores se manifestam contra deputada do PSL

Criciúma

Uma declaração da deputada recém eleita  Ana Caroline Campagnolo (PSL) causou a revolta dos professores de Santa Catarina. A parlamentar que toma posse no próximo ano, usou a rede para sugerir que alunos utilizassem celulares para gravar possíveis manifestações de professores contrários ao resultado das urnas e também uma possível doutrinação ideológica em sala de aula.

Em nota o Sinte não poupou críticas. ”  Esse tipo de ameaça publicada em rede social é um ataque à liberdade de ensinar do professor (liberdade de cátedra), tipicamente aplicado em regimes de autoritarismo e censura. É mais grave ainda por partir justamente de alguém recém-eleita para um cargo público, e que deveria fiscalizar o cumprimento das leis.
A sugestão de denúncia dos professores por estudantes caracteriza um assédio e uma perseguição em ambiente escolar, algo que remonta aos tempos da ditadura civil-militar brasileira.  a candidata eleita deveria lembrar aos seus seguidores que as agressões e o desrespeito aos professores em sala de aula só vem aumentando, e que tal posicionamento agrava a violência em um ambiente que deveria ser de civilidade, respeito, aprendizado e formação. “, afirma parte da nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *